segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Reviver

Alguns momentos vieram me encontrar...



Como se o tempo fosse congelar, sinto um arrepio bom
Entre sorrisos, fecho os olhos como a primeira vez
E o teu cheiro era outro, mas o senti como o mesmo, o mesmo do primeiro mês, e até questionei . . .

Um brilho no olhar, e um sorriso, sem que visse,  enquanto você me abraçava
Me fez sentir tão bem, me trouxe tantas coisas sem que percebesse . . .





E esse tempo te trouxe novamente pra mim, em um palco chamado vida, naquela avenida, e o vento de final de inverno





Tua voz com um tom diferente, riamos de nossa timidez, pior que a primeira vez
A vontade era de um beijo, como os dos durante dez meses, em um só dia que retornasse a cada dia, daqueles infinitos dias dentro de nós.






Levantei meus pés como no cinema, sorrindo naquela rua vazia
A cada beijo, te sentindo, e re-sentindo, e revivendo, e querendo ... querendo te ter mais!






Como ao longo da semana pensei, como ao longo de hoje pensei, mas lembrei . . .
Não somos os mesmos ! 






Eu sou diferente, como o tom da tua voz, mas você por inteiro para mim, continua tão igual, tão igual quanto minha vontade te ter mais!